Boletins Informativos
moroconsulting.com.br/boletinsinformativos

Dicas

Notícias

Orientações


 









11 formas de s de manter seus relacionamentos profissionais fortes 

(mesmo quando parece impossível)


 

Várias pessoas sentem, todos os dias, medo de ir trabalhar. Não é porque elas odeiam seus trabalhos, e sim porque elas não gostam das pessoas com quem trabalham

Relacionamentos pessoais não são os únicos que importam.

Afinal, você passa nada menos do que 40 horas por semana com pessoas que não têm parentesco com você. Algumas delas sequer são seus amigos.

Você precisa trabalhar com elas, conversar e tolerar pessoas que fizeram todo tipo de escolhas na vida e com diferentes personalidades.

Por vezes, isso pode ser desafiador, quando não torturante.

Você não é o único a passar por essas situações.

Várias pessoas sentem, todos os dias, medo de ir trabalhar. Não é porque elas odeiam seus trabalhos, e sim porque elas não gostam das pessoas com quem trabalham ou não entendem as pessoas com quem trabalham.

Mas não precisa ser desse jeito. Com um pequeno esforço, a vida profissional fica mais fácil de ser suportada.

Leia abaixo algumas maneiras de desenvolver relacionamentos profissionais que levem você para mais perto do sucesso.

 

1. Seja pessoal

Ter um chefe ou colega de trabalho com quem é fácil conversar torna o trabalho bem mais fácil. Então tente ser assim com outras pessoas.

Escute o que eles têm a dizer e resista à necessidade de falar de si mesmo -- mesmo que a história que você esteja compartilhando seja relativa ao seu interlocutor. Deixar claro aos outros que você está escutando e que se importa é um ótimo caminho para desenvolver relacionamentos no trabalho.

Não tem problema discutir seus interesses e hobbies no trabalho, mas deixe seu drama pessoal em casa ou nos ouvidos de um amigo próximo. Não no escritório.

 


2. Demonstre consistência

Seja consistente quando precisar mudar as dinâmicas e procedimentos no trabalho.

Se você mudar semanalmente a maneira como faz as coisas e como espera que as coisas sejam feitas, você não apenas frustra seus funcionários, como também tira a oportunidade de eles aperfeiçoarem o sistema de trabalho.

Desse jeito, você nunca vai saber o que funciona. Além disso, você não quer ouvir funcionários dizendo entre si "não trabalhe, na próxima semana tudo vai mudar" a cada vez que você tenta melhorar o sistema.

Dê ao seu plano um tempo para funcionar. Se não estiver funcionante, sinta-se livre para tentar algo novo.

 

3. Aprecie o trabalho dos colegas

Não há dúvidas de que, quando as pessoas reconhecem suas conquistas e agradecem pelo seu trabalho duro, você quer conquistar mais e trabalhar mais.

Vários funcionários não pensam que precisam agradecer aos outros por fazerem os trabalhos para os quais são pagos. Nada está mais longe da verdade.

Todos amam um tapinha nas costas por um trabalho bem feito. As pessoas se sentem bem quando alguém aprecia o trabalho delas. O local de trabalho fica mais feliz e os funcionários e colegas ficam mais satisfeitos.

E não é isso o que todos queremos?

 

4. Seja profissional

Você ajusta o tom para as pessoas ao seu redor. Não importa se você é o dono, o gerente ou o funcionário. A maneira como você se comporta impactará diretamente aqueles que trabalham com você.

Se você for sempre profissional, respeitoso e fizer apenas comentários apropriados, você ajusta o padrão para a maneira como espera ser tratado e espera que os outros ao seu redor se comportem. Se você é falastrão e tem pavio curto, os outros vão seguir esse padrão.

Definir um padrão respeitoso para seu negócio também minimiza os conflitos, uma vez que aqueles no escritório saberão que não serão tolerados e qual comportamento é esperado deles em meio aos problemas.

 

5. Foque na qualidade, e não na quantidade

Não se trata do quando você consegue fazer no menor período de tempo possível, se você está disposto a sacrificar a qualidade do seu trabalho.

Você quer ganhar a maior quantidade de dinheiro o mais rápido possível. Baixa qualidade, produção rápida e vendas baratas parece ser o modelo de negócios hoje em dia. Especialmente para grandes lojas. Mas a maioria das pessoas sabem que elas levam aquilo pelo que estão pagando.

Portanto, mesmo que você cobre mais por um produto ou serviço sólido e de alta qualidade, as pessoas prontamente pagarão se você tiver uma reputação por produzir produtos e serviços de alta qualidade. Portanto, não sacrifique a qualidade.

 

6. Admita quando você ferrou com tudo

Você deve não apenas admitir quando você ou alguém na sua empresa comete um erro, mas deve também admitir o mais rápido possível.

Não há nada pior do que deixar um cliente de molho em um erro cometido por sua empresa.

Quando mais eles esperam por uma resposta, mais irritados ficam.

Entre em contato rapidamente e explique o que aconteceu -- se você souber. E diga a eles o que você fará para resolver o problema.

O que você nunca deve fazer é apontar o dedo para alguém. Você não pode se desculpar por um problema pelo qual não assume a responsabilidade. Mesmo que um vendedor secundário tenha provocado a situação, foi você quem o contratou. Essencialmente, você é o culpado.

Assuma a culpa. Salve o relacionamento. Siga em frente.

 

7. Dê e receba feedbacks produtivamente

Sempre haverá uma outra perspectiva. E nem sempre você vai gostar dela.

Você deve receber críticas com maturidade e criticar da mesma maneira. As pessoas cujo trabalho é fazer o seu negócio se desenvolver nunca deveriam se sentir pequenas, insignificantes ou ter suas ideias descartadas.

De forma inata, as pessoas reagem com maior força aos feedbacks negativos do que aos positivos.

Clientes são três vezes mais propensos a postar um review negativo do que um positivo em qualquer dia. Por que? Por que a negatividade deixa um gosto ruim nas nossas bocas.

Tente, portanto, dar feecbacks positivos.

 

8. Converse com as pessoas face a face

Da mesma maneira que um encontro romântico pode dar errado, relacionamentos de negócios podem sofrer o mesmo destino.

Ninguém pode ler a linguagem corporal de uma pessoa por telefone ou por e-mail. Não é possível olhar para o rosto, ver os olhos. Você não sabe se a pessoa está sendo verdadeira ou absolutamente desonesta. E elas não sabem isso de você.

Sempre que possível, marque um encontro pessoal rápido com clientes em prospecção. Mesmo quinze minutos podem abrir uma porta que estava trancada antes de qualquer esforço.

 

9. O lento e persistente vence a corrida

Se você encontrar alguém com quem queira trabalhar, mas não está acontecendo no ritmo que você gostaria, continue e seja persistente.

A maioria das pessoas joga a toalha no primeiro "NÃO".

Mantenha o contato. Desenvolva o relacionamento. Deixe claro que você tem algo de valor a oferecer. Diga que você está disposto a ajudar. E então, esteja realmente disposto quando a hora certa chegar.

 

10. Conecte-se

Seja uma plataforma de comunicação como Slack para os seus funcionários, um grupo no Facebook para seus clientes ou um e-mail para os seus clientes em prospecção, comunicação é a chave.

Fique em contato, a par dos acontecimentos e participando ativamente de cada comunidade da qual você faz parte.

Você não quer fazer parte do grupo dos "invisíveis e esquecidos" que só aparece quando quer que alguém compre alguma coisa de você, quando você quer trabalhar com alguém ou quando você precisa de alguma coisa.

Permaneça ativo. Mantenha seu nome nos lábios das pessoas e sua imagem em suas mentes.

E, pela caridade, use uma imagem do seu rosto, e não de algum super herói na sua apresentação online.

 

11. Agende um brainstorm

Agendar um horário para brainstorm é um elemento-chave para relacionamentos profissionais bem sucedidos.

Reuniões curtas no escritório para esclarecer suas necessidades e ideias não apenas ajudam aqueles que trabalham com você a entender o que se espera deles, como também garante um tempo para que eles compartilhem suas ideias com você.

Você não quer que as pessoas lhe interpretem mal.

Se seus interesses não estão claros, é provável que o trabalho das pessoas não estejam corretos quando o deadline se aproximar.

Verificar o progresso constantemente e dar novas ideias, mesmo por vinte minutos, pode fazer toda a diferença em um projeto bem sucedido -- e evitar trabalhos de última hora.


Você já sabe o que deveria estar fazendo.


O problema é que continua arrumando desculpas para justificar por que não está fazendo. Ou você pensa que essas regras se aplicam a todos, menos a você.

A verdade é que qualquer ferramenta que você precisa para ter sucesso é uma boa ferramenta. Então tire algum tempo para aprender o que ajudou outras empresas como a sua. E tire um tempo para aprender a psicologia das pessoas que construíram bons relacionamentos profissionais.

Quando as pessoas sentem que estão contribuindo com algo fantástico e são parabenizadas por suas contribuições, elas continuam a desempenhar um bom trabalho.

E se elas se sentem bem em relação ao que fazem, sua empresa também é beneficiada.



 


 05 Erros de carreira que podem fazer você se arrepender

 


Sua carreira é uma jornada longa e significa muito mais do que a indústria que você trabalha ou o seu emprego atual. É uma série de experiências de trabalho, vida e aprendizado que te ajudam a atingir seus objetivos.

No entanto, muitas vezes tomamos decisões a curto prazo para nossa carreira e baseados somente em nossas emoções: não gostamos de nosso chefe, estamos muito ocupados competindo com outros funcionários por uma promoção ou não nos damos bem com nossos colegas.

O que pode parecer uma decisão inocente agora, pode ter maiores consequências a longo prazo.

Separamos 5 erros profissionais que podem fazer você se arrepender no futuro:

1. Escolher sua carreira por causa do salário

Não cometa o erro de mensurar seu sucesso com base em quanto você ganha.

Nós passamos boa parte de nosso dia no trabalho, portanto é muito importante gostar do que você faz. Procure uma carreira que combine com suas habilidades e interesses, além de pensar no que você busca alcançar em sua vida profissional. Se certifique de pensar no futuro e não somente no que vai acontecer a curto prazo.

2. Evitar desafios

Uma das piores coisas que você pode fazer em sua carreira é fugir de desafios. É normal sentir um pouco de receio, nervosismo e até um pouco de desconforto no início, mas se colocar em uma situação desafiadora te permitirá crescer e aprender.

Todos cometem erros, mas é o que você aprende com eles que realmente importa.

3. Não investir em você mesmo

No fim do dia você é o chefe de sua própria carreira e a única pessoa que é realmente responsável pelo seu sucesso no trabalho. No mercado de trabalho atual, é preciso se destacar em meio à multidão. Trabalhar duro e ter paixão pelo que você faz te colocarão no caminho certo, enquanto melhorar suas habilidades e conhecimentos ao investir em treinamentos e qualificações te ajudarão a desenvolver sua carreira na direção certa.

Investir em sua carreira pode demandar certos custos no momento, mas com certeza trará muitos frutos à longo prazo.

4. Esperar que algo aconteça

Ser proativo é uma das qualidades mais buscadas em profissionais das mais diversas áreas de atuação e com a competitividade do mercado de trabalho, ir atrás de seus objetivos é imprescindível.

Se você esperar pelo momento perfeito para pedir por um aumento, receber mais responsabilidade ou fazer um treinamento, você pode perder oportunidades.

Depois que você der o primeiro passo e ser assertivo sobre o que você está buscando, você se sentirá mais confiante para ir atrás de seus objetivos profissionais.

5. Não manter um equilíbrio entre sua vida pessoal e profissional

Se você tem o hábito de trabalhar até tarde ou durante os fins de semana, comece a lidar com essa situação seguindo algumas de nossas recomendações:

Evitando esses 5 erros, você estará no caminho certo para progredir em uma carreira em que está realmente interessando, enquanto também mantém uma vida saudável e balanceada.




Liderar vai muito além de saber conduzir

Em qualquer área da vida, seja no campo pessoal ou profissional, é fundamental saber liderar.

Liderar pelo exemplo tem sido um dos maiores desafios em qualquer área, principalmente porque requer do líder mais atitudes e menos palavras. Liderar pelo exemplo significa que as atitudes não precisam ser traduzidas verbalmente porque são mais eloquentes que as palavras. Não é por acaso que nos processos de seleção muitas empresas busquem profissionais por meio de análises mais minuciosas focadas em seu comportamento do que se atendo em suas experiências técnicas. 
Profissionalmente não se pode estar preparado apenas em termos técnicos porque as empresas têm buscado funcionários cujo comportamento seja a principal referência porque este tem sido um requisito chave para as contratações. Os candidatos são submetidos às avaliações e nem sempre percebem que são avaliados não apenas tecnicamente, mas, primordialmente, com foco em seu comportamento. 
Liderar pelo exemplo significa ser seguido sem a necessidade de palavras porque as atitudes respondem a indagações não feitas. No entanto, em qualquer área da vida, seja no campo pessoal ou profissional, é fundamental saber liderar porque a responsabilidade é muito grande e relevante. Portanto, que as atitudes, preferencialmente que levem ao crescimento pessoal e profissional de seus liderados, sejam a sua marca, tendo em vista que não pode haver liderança sem credibilidade e você é o espelho para os seus liderados.


Bom profissional é aquele que entende o processo

Nem todos os trabalhos funcionam em uma linha de montagem. Para bons resultados, é preciso entender o processo.

Se tem uma coisa que fizemos de errado nesse mundo foi incorporar o fordismo em todas as esferas de trabalho. Sim, o sistema de produção em massa desenvolvido por Ford em 1914 é fundamental para o funcionamento das indústrias que temos hoje, desenvolvendo milhares de produtos para o consumo em massa. Mas quando estamos falando de trabalhos especializados, em escalas menores, o melhor é que todos entendam o processo.

Construir uma linha de montagem para desenvolver um projeto de design ou programação é uma coisa comum hoje em dia. Temos o desenvolvedor front-end, back-end, administrador de redes, arquiteto da informação, designer de UX, designer de UI, web designer e por aí vai. Cada um responsável por uma parte do processo, cada um montando uma engrenagem que só funciona quando o trabalho de todos se une.

Quando o que precisamos de verdade é de mais profissionais full stackers. O nome é novo, mas o conceito é antigo: o melhor mesmo é entender o processo todo para fazer um bom trabalho. Se você entende por onde seu projeto tem que passar para chegar ao resultado final, é mais fácil designar tarefas, prazos, exigir melhorias e auxiliar sempre que algum profissional não está presente.

Os bons profissionais de verdade são aqueles que compreendem o processo todo, tem interesse no que vem antes e depois de seu trabalho e conseguem executar tarefas para além das suas específicas quando necessário.

 

Aprenda a delegar suas atividades.

O cenário atual exige maiores esforços em inúmeras atribuições no ambiente profissional. Existem momentos em que colocamos nossa capacidade à prova, pois estamos tão acumulados e sobrecarregados que por vezes não conseguimos desempenhar nossa função com excelência. Temos cada vez menos tempo em um mercado agitado e competitivo.

O cenário atual exige maiores esforços em inúmeras atribuições no ambiente profissional. Existem momentos em que colocamos nossa capacidade à prova, pois estamos tão acumulados e sobrecarregados que por vezes não conseguimos desempenhar nossa função com excelência. Temos cada vez menos tempo em um mercado agitado e competitivo.

Eu já cheguei no limite no campo profissional algumas vezes, e tenho certeza de que quem está lendo este artigo agora, se sente ou já se sentiu assim em algum momento da vida. É como se dentro de nós existisse uma bomba-relógio prestes a explodir.

É fato que melhorar a forma de gerir o nosso tempo é algo urgente, pois se não tivermos qualidade de vida, ideias organizadas e um bom planejamento, vamos nos frustrar frequentemente, vendo nossas atividades sendo realizadas fora do prazo ou fora dos padrões.

Não existe fórmula mágica para diminuir a correria, porém, algumas intervenções nos nossos hábitos melhoram muito o nosso dia a dia.

Existe uma forma eficiente de organizar nossa rotina no trabalho para evitar excessos e acúmulos desnecessários. Primeiramente, devemos elencar prioridades. Muitas vezes o que é urgente para o outro, não é necessariamente importante. Algumas tarefas se tornaram urgentes porque alguém postergou a resolução dela. Então, cuidado com o trabalho de “bombeiro”, onde você vive em função de apagar incêndios alheios e deixa de desempenhar o seu papel.

Aprenda a dizer não. Utilizar a recusa em alguns momentos, é um dos maiores poupadores de tempo da nossa vida. Muitas vezes recebemos atribuições que não são nossas e isso se torna hábito. Claro que não vamos deixar de ajudar aos colegas de trabalho, mas o que me refiro aqui, é ao fato da exceção virar regra.

Delegue. Delegar é diferente de transferir sem treinar. Delegando da maneira correta, você gera economia de tempo e motiva a equipe, dando oportunidade aos subordinados de mostrarem o seu potencial.

Não basta ser eficiente e fazer bem as coisas. É preciso ser eficaz: fazer as coisas certas. Portanto, seja justo na distribuição das tarefas e evite sobrecarregar os bons profissionais com assuntos de baixa relevância.

Ensinar também é uma forma de aprender. Quando eu ensino alguém a fazer uma atividade, libero espaço para que eu aprenda algo novo, possa crescer e desenvolva minhas atividades com qualidade.

Peça ajuda sempre que necessário. Não deixe o estresse dominar sua vida. Busque alternativas de canaliza-lo, seja no esporte, viagem, leitura ou qualquer outra atividade que lhe traga prazer. Lembre-se: você precisa estar bem para desempenhar um bom papel no ambiente de trabalho!

 


Moro_Consulting_-_menor_70_-_com_bordas.JPG